Domingo, Janeiro 29, 2023
No menu items!
- Anúncio - spot_img
spot_img
InícioDesportoArmindo Araújo vence na prova do nacional do Rali Serras de Fafe...

Armindo Araújo vence na prova do nacional do Rali Serras de Fafe (C/VÍDEO)

A dupla Armindo Araújo/Miguel Ramalho (Skoda Fabia Rally 2 Evo) venceu este sábado a prova nacional do Rali Serras de Fafe, Felgueiras, Cabreira e Boticas, e é o primeiro líder do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR) 2022.

Depois de ter sido o piloto português mais rápido na super-especial noturna no centro da cidade de Fafe, que na sexta-feira abriu a prova, Armindo Araújo superiorizou-se entre os pilotos inscritos no CPR, vencendo todas as classificativas disputadas este sábado, terminando o rali com 4.04,9 minutos de vantagem sobre Miguel Correia (Skoda Fabia Rally 2 EVO).

Na classificação geral, o piloto de Santo Tirso terminou o segundo dia do rali em terceiro lugar, com a dupla espanhola Nil Solans/Marc Marti a liderar, com uma vantagem de 1m44.4s face ao estónio Georg Linnamae (VW Golf GTi R5), segundo classificado.

Recorde-se que a competição prossegue este domingo, terceiro e último dia a contar para o Europeu de Ralis: 8 classificativas vão decidir, em definitivo, o escalonamento classificativo: Montim 1 e 2 (8,73 km), Seixoso 1 e 2 (9,97 km), Santa Quitéria 1 e 2 (9,18 km) e Lameirinha 1 e 2 (14,83 km), com a consagração do vencedor, em Fafe, agendada para as 15h47.

Nas contas para o CPR, já fechadas, o segundo lugar pertenceu à dupla Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia Rally2 Evo), sétima da geral.

A fechar o pódio do CPR ficou Bruno Magalhães (Hyundai i20N Rally 2), a 4.31,7 minutos de Armindo Araújo.

Ainda durante a manhã, Ricardo Teodósio debateu-se com problemas de transmissão no Hyundai i20 N Rally2 logo no troço de abertura (Boticas) e José Pedro Fontes (Citroen C3 Rally2) deu um ligeiro “toque” em Cabeceiras de Basto, acumulando ambos um atraso considerável até à chegada a Fafe.

Anote-se que ao longo do dia, os pilotos debateram-se com condições bastante difíceis, na sequência da chuva persistente que deixou os pisos de terra das classificativas com muita lama e inúmeros lençóis de água. A segunda passagem pelo troço de Boticas foi cancelada por razões de segurança. Durante a manhã, também a passagem pelo troço de Vieira do Minho foi cancelada por razões de segurança, devido à falta de uma ambulância 4X4.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
53SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- Anúncio - spot_img

Artigos Recentes