Quarta-feira, Maio 22, 2024
No menu items!
- Anúncio - spot_imgspot_img
spot_img
InícioDestaquesDepressão Aline: Chuva e vento fortes voltam a pôr Fafe sob “alerta...

Depressão Aline: Chuva e vento fortes voltam a pôr Fafe sob “alerta laranja”

O concelho de Fafe vai estar de novo sob “alerta laranja”, à semelhança de todo o território nacional, devido à previsão de chuva forte e persistente, que pode ser acompanhada de trovoada, e vento forte.

Depois da passagem da depressão Babet, é a depressão Aline a afetar Portugal Continental. A situação meteorológica deverá começar a agravar-se já a partir da tarde desta quarta-feira, atingindo o ponto mais crítico durante o dia seguinte.

No distrito de Braga, o novo aviso do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) vigora desde as 18h00 desta quarta-feira até às 18h00 de quinta-feira, altura em que dará lugar a aviso amarelo.

O alerta laranja foi também emitido pela Proteção Civil, que enviou um SMS à população, reforçando a prevenção. Também o Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) de Fafe já emitiu um aviso à população, recomendando a adequação dos comportamentos e atitudes face à situação meteorológica prevista, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução.

O SMPC alerta como efeitos expectáveis para a possibilidade de ocorrência de inundações e cheias rápidas em meio urbano, possibilidade de queda de ramos ou árvores, danos em estruturas montadas ou suspensas e ocorrência de fenómenos geomorfológicos causados por instabilidade de vertentes devido à saturação dos solos e à perda de consistência.

O SMPC alerta ainda para o piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e acumulação de granizo, aconselhando uma condução defensiva, reduzindo a velocidade, e não atravessar zonas inundadas.

Como medidas preventivas, é recomendada ainda a desobstrução dos sistemas de escoamento de águas pluviais, garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores, em virtude de vento mais forte, bem como um especial cuidado na circulação junto de zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a inundações rápidas. É também aconselhado retirar das zonas confinantes, normalmente inundáveis, equipamentos agrícolas, industriais, viaturas e outros bens.

 

- Anúncio -spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
55SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Artigos Recentes