Quinta-feira, Dezembro 1, 2022
No menu items!
- Anúncio - spot_img
spot_img
InicioDestaquesMoreira de Rei e Várzea Cova constitui primeira Zona de Intervenção Florestal...

Moreira de Rei e Várzea Cova constitui primeira Zona de Intervenção Florestal do Concelho de Fafe

Ata de constituição do núcleo fundador foi assinada esta quarta-feira. COFAFE é a entidade gestora.

Foi assinada esta quarta-feira, nos Paços do Concelho, a ata de constituição do núcleo fundador da primeira Zona de Intervenção Florestal (ZIF) do concelho de Fafe, criada na freguesia de Moreira de Rei e Várzea Cova, numa área que se propõem a atingir os 1.169 hectares.

A Zona de Intervenção Florestal (ZIF) é uma área territorial contínua, constituída maioritariamente por espaços florestais, que surge por iniciativa de um grupo de proprietários e produtores florestais, que constituem o núcleo fundador.

Segundo o município, a ZIF tem como principais objetivos prevenir os incêndios florestais e promover a gestão sustentável dos espaços florestais que as integram. “Os aderentes têm como principais vantagens benefícios fiscais como a isenção do IMI, diminuição do risco de incêndios, acesso a fundos comunitários e apoio técnico e profissional de uma entidade gestora, neste caso a Cooperativa De Produtores Agrícolas De Fafe (COFAFE), que irá assegurar a gestão da área da ZIF, sendo que os proprietários continuam a ter a gestão da sua exploração florestal”, explica a autarquia, em comunicado.

Foto: Fafe TV.

A apresentação da ZIF foi feita por Mónica Caldeira, da COFAFE, a que se seguiu a assinatura da sua constituição, pelos proprietários presentes, nos quais se inclui o município.

Raúl Cunha, vereador da Câmara de Fafe responsável pelos pelouros do Ambiente, Desenvolvimento rural, florestas e recursos naturais, congratulou-se com esta iniciativa, que considerou ser um “passo muito importante” para que, agrupados e com apoio técnico, possam ter “outra visão” no desenvolvimento daquela zona do concelho, com acesso a fundos comunitários.

Não aceitamos que o território possa ficar abandonado e sem rentabilidade. Combater isso passa por nos agruparmos e trabalharmos em conjunto”, anotou.

Foto: Município de Fafe.

O vereador disse esperar que este projeto piloto possa inspirar à criação de novas ZIF noutras zonas do concelho, com o envolvimento das juntas de freguesia.

“Não vai resolver todos os problemas, mas acredito que pode ser importante e ajudar a resolver uma parte dos problemas neste território, e ser exemplo para que noutras freguesias outros projetos similares surjam”, referiu, destacando a necessidade de angariar mais proprietários de modo a avançar com candidaturas a fundos comunitários.

Também o presidente da Câmara de Fafe, Antero Barbosa, saudou o trabalho desenvolvido, esperando que “possa dar frutos e ser a alavanca para que outros projetos se juntem a esta ZIF”. “Não há outra forma de aceder aos fundos comunitários a não ser através deste instrumento formal”, rematou, citado no comunicado da autarquia.
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FansCurti
0SeguidoresSeguir
52SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever
- Anúncio - spot_img

Artigos Recentes