Domingo, Fevereiro 5, 2023
No menu items!
- Anúncio - spot_img
spot_img
InícioDestaquesPerto de 500 paroquianos de Fafe e Fornelos já assinaram o Compromisso...

Perto de 500 paroquianos de Fafe e Fornelos já assinaram o Compromisso pela Casa Comum

Desafios mensais são lançados para uma conversão ecológica. Reduzir, reutilizar, reciclar e recusar papel são os desafios deste mês de novembro.

No primeiro fim-de-semana do mês de outubro, na Paróquia de Fafe e de Fornelos, os paroquianos que vieram às Eucaristias foram convidados no final a assinar o Compromisso pela Casa Comum e pela Ética do Cuidado, numa iniciativa que quer promover a “ecologia integral” do Papa Francisco.

Cerca de 465 pessoas subscreveram até então esse texto, num convite que se repetiu neste primeiro fim-de-semana de novembro, estendendo-se também aos grupos das catequeses paroquiais.

“Pretendemos, seguindo o trilho já iniciado a partir do acolhimento dos desafios da encíclica “Laudato Si’, ajudar cada cristão a tomar consciência da necessidade duma autêntica conversão ecológica, como lhe chama o Papa Francisco, para que cada um, na medida da sua responsabilidade pessoal, ajude no seu dia a dia a cuidar das feridas da Casa Comum”, explica o arcipreste de Fafe, em comunicado.

“Para passar às ações e não ficarmos apenas por intenções, lançamos todos os meses alguns pequenos desafios que serão mostrados junto ao mural Laudato Si’ que inauguramos no passado dia 3 de Outubro, no jardim envolvente da Igreja Nova de S. José”, acrescenta.

Foto: Paróquia de Fafe.

Este fim-de-semana foram afixados os desafios deste mês de novembro.

“Estes e todos os que se seguirão a ritmo mensal são pequenos mas significativos gestos diários tão importantes na promoção de uma cultura do cuidado e respeito pela Criação”, sublinha o padre José António Carneiro.

Outras iniciativas deste teor continuarão a ter lugar nas paróquias, nomeadamente um festival de presépios feitos com materiais reutilizáveis que irão propor aos grupos da catequese na proximidade do Natal, assim como a criação de um grupo/círculo Laudato Si’ que se envolva e “ajude a comunidade a envolver-se nesta dinâmica tão urgente e premente como é o cuidado da Casa Comum”.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
53SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Artigos Recentes