Quinta-feira, Fevereiro 29, 2024
No menu items!
- Anúncio - spot_imgspot_img
spot_img
InícioDestaquesMinistra da Justiça recebida em Fafe com protesto dos militares da GNR...

Ministra da Justiça recebida em Fafe com protesto dos militares da GNR e agentes da PSP (C/VÍDEO)

Hino Nacional cantado frente ao Teatro Cinema de Fafe.

A  ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, foi recebida em Fafe, no último sábado, com um protesto de militares da GNR e agentes da PSP. 

Cerca de 25 agentes e militares das forças da autoridade perfilaram-se frente ao Teatro Cinema de Fafe, com a bandeira de Portugal, e entoaram o Hino Nacional, um ato simbólico que tem marcado o protesto destes profissionais de segurança. 

A ministra da Justiça marcou presença em Fafe para participar nas I Jornadas de Direito Administrativo, uma iniciativa que durante dois dias reuniu altas entidades da justiça portuguesa e especialistas em direito administrativo para debater o tema.

À saída, surgiu ao lado do presidente da Câmara de Fafe, Antero Barbosa, e ouviu a ação de protesto à porta do teatro. Os profissionais pediram para que as forças de segurança “deixem de ser consideradas uma despesa e passem a ser vistas como um investimento na segurança e bem-estar do Estado e de todos os portugueses”.

Recorde-se que estas forças de segurança têm-se manifestado, por todo o país, nas últimas semanas, reivindicando melhores condições salariais, desde logo um suplemento idêntico ao atribuído à Polícia Judiciária, tutelada pela ministra.

“O suplemento foi muito bem atribuído, no entanto esqueceram-se das restantes forças de segurança — PSP, GNR e guardas prisionais — que são a primeira força de intervenção em 99% das ocorrências. Não são cidadãos de segunda categoria. Fomos negligenciados, nitidamente, e estamos de certo modo zangados, ninguém gosta de ser tratado de forma diferenciada. Vimos lutar por condições de igualdade, melhores condições de trabalho, melhores salários”, expressou José Fernando Freitas, delegado sindical. 

O protesto foi protagonizado por profissionais não só de Fafe, mas também de Guimarães. “A ministra recebeu-nos com um sorriso, não se dirigiu a nós, mas colocou-se em sentido perante o hino e mostrou o máximo respeito perante as forças de segurança. Exigimos acima de tudo igualdade, que o poder político oiça os polícias, gente pacífica e ordeira”, concluiu.

- Anúncio -spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
55SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Artigos Recentes