Terça-feira, Outubro 19, 2021
No menu items!
- Anúncio - spot_imgspot_img
spot_img
InicioAutárquicas 2021AUTÁRQUICAS: "Candidato-me por aquele que sempre foi o meu partido e pelo...

AUTÁRQUICAS: “Candidato-me por aquele que sempre foi o meu partido e pelo qual sempre quis” (PS)

Antero Barbosa é o candidato do Partido Socialista à Câmara de Fafe nestas eleições autárquicas. Em entrevista ao Expresso de Fafe revelou o que o motiva a ser candidato, a avaliação que faz ao mandato que agora termina, o que pretende fazer de diferente, a sua visão sobre o futuro do concelho em algumas áreas e ainda as expectativas quanto ao resultado eleitoral.


 

  • O que o motiva nesta candidatura?

É um processo natural depois da minha participação na vida política do concelho. Como vereador durante 16 anos, e depois da minha candidatura na eleição passada, era meu dever voltar a apresentar-me. Candidato-me por aquele que sempre foi o meu partido e pelo qual sempre me quis apresentar como candidato.  Sinto-me feliz por dar o meu contributo para que se concretize a pacificação da família socialista, que anda desavinda há um quarto de século. É com agrado que vejo que protagonizo uma candidatura de unidade. 

  • Como avalia o mandato que agora termina?

Com seriedade, não se pode dizer que os oito anos do dr. Raul Cunha não trouxe melhorias para o desenvolvimento do nosso concelho. Em 2017, todos disseram que foi um mandato globalmente positivo, apesar das dificuldades impostas pela Troika. No 2º mandato, também em minoria, teve a pandemia que dificulta a gestão. De qualquer forma, os 8 anos do Dr. Raul Cunha saldam-se como positivos, com uma marca muito forte na área social. A população fafense seria injusta se não reconhecesse que a sua passagem pela câmara se traduziu em algo positivo.

  • Que prioridades define e o que acredita que o diferencia?

Tenho aqui a responsabilidade de dar continuidade aos projetos do Partido Socialista. Suceder a um presidente como o Dr. Parcídio Summavielle, o Dr. José Ribeiro e o Dr. Raul Cunha, cada um com a sua marca. Há um conjunto de iniciativas às quais darei continuidade, e este da área social é um deles, inovando em alguns aspetos. Há uma marca que gostaria de deixar, e me caracteriza, que é a proximidade na gestão da coisa pública. E depois a exigência, que percebo que deve ser posta ao serviço do desenvolvimento do nosso concelho.

 

  • VISÃO SOBRE O FUTURO DO CONCELHO

  • Economia e Emprego

Criarmos condições para podermos fixar, atrair mais população, faz-se muito pela competitividade económica. Temos de ter um concelho preparado, com uma gestão mais amigável para podermos acolher empresas. Neste mandato foi feito o Nó de Arões, que de alguma forma vai ajudar a dinamizar a área industrial de Arões, a do Socorro vai se expandir agora em termos de revisão do PDM, e a ZI de Regadas darei um novo impulso para se efetivar, mas tem de ser potenciada e irei reivindicar junto do Governo uma ligação à A7.

  • Saneamento e distribuição de água

A taxa de cobertura de saneamanento nos próximos anos tem de aumentar. Tenho esperança que este quadro comunitário nos abra a possibilidade de financiamentos para alargarmos a rede. A distribuição da água com a gestão da nova empresa a nossa determinação é que o serviço mantenha a qualidade e que da organização resulte a baixa das tarifas. Baixarão 14,5% no próximo mês, veremos no futuro como diminuir ainda mais este encargo e, aliado ao saneamento, há aqui uma negociação dura que tem de ser feita com a Águas do Norte.

  • Ação Social

A área social é um dos aspetos que carateriza muito o PS e eu quero dar-lhe continuidade, inovando em alguns aspetos. Pretendemos introduzir o Programa + Criança, atribuir às famílias mais carenciadas do concelho uma verba anual para que possam aplicar na aquisição de bens essenciais para os filhos até aos 10 anos, e com isto atingir também o objetivo de que essa verba seja aplicada no comércio local. É importante também prestar serviços de proximidade, criar a Loja do Cidadão. Retomarei os Orçamentos Participativos, para termos mais participação dos cidadãos. 

  • Turismo/Cultura

Temos de manter a aposta cultural e desportiva, com uma maior articulação entre a câmara e as associações para uma agenda cultural bem dinamizada. No ambiente, vamos fazer finalmente o Corredor Verde, que ligará Pardelhas à Fábrica do Ferro, e a ligação do Parque da Cidade à Barragem de Queimadela, para usufruir das belezas que existem ao longo do rio, criar a possibilidade de circulação ao longo das margens, pedonal e ciclável. Temos rios fantásticos, o Vizela, Ferro e o Bugio, e uma oportunidade de ouro de criar espaços para uma vida mais ativa e saudável ao longo dos rios.

  • Qual a expectativa quanto ao resultado eleitoral?

A expectativa é que os fafenses reconheçam, além do trabalho que tem sido feito pela gestão do Partido Socialista, esta nova esperança que também transporto para poder tomar conta dos destinos do nosso concelho. Reconheço que as coisas estão muito bem encaminhadas, o ponto de partida é muito positivo para eu ter esperança de que vamos ter um bom resultado. 

  • Um mensagem ao eleitorado fafense.

Candidato-me com espírito de missão, sentimento de que tenho um dever a cumprir e que tenho disponibilidade para me dedicar a tempo inteiro, em total exclusividade a trabalhar e a lutar pelo desenvolvimento do concelho e pelo bem estar dos nossos concidadãos, tendo uma sensibilidade muito particular de ir de encontro a quem mais precisa, mas também de perceber o quanto é importante ter uma grande proximidade aos empresários, para que possam com isto ajudar a desenvolver e criar riqueza no nosso concelho, que é a única forma que temos de desenvolver a nossa terra.

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FansCurti
0SeguidoresSeguir
54SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever
- Anúncio - spot_img

Artigos Recentes