Segunda-feira, Maio 27, 2024
No menu items!
- Anúncio - spot_imgspot_img
spot_img
InícioDestaquesFafe reconhecida como "Cidade Resiliente" pelas Nações Unidas

Fafe reconhecida como “Cidade Resiliente” pelas Nações Unidas

Resultado de candidatura apresentada pelo município no âmbito da proteção civil.

O concelho de Fafe foi reconhecido, pela Organização das Nações Unidas, como uma “Cidade Resiliente 2030”, no âmbito de uma candidatura que reflete o trabalho que o município tem desenvolvido no área da Proteção Civil, foi hoje anunciado.

A Rede das Cidades Resilientes enquadra-se numa estratégia internacional para a redução das catástrofes, tendo como objetivos reduzir o risco, com enfoque na prevenção, no antecipar a incerteza e ameaça e resistir ao desastre, através de melhor socorro e rápida recuperação.

Segundo o município, tendo em conta o conjunto de medidas que têm vindo a ser implementadas, bem como projetos e iniciativas previstas, “foi aprovada a admissão de Fafe, associando-se desta forma ao conjunto de cidades que já integram esta campanha”.

“No que diz respeito ao envolvimento do município e às medidas para a redução de catástrofes promovidas em Fafe, destaca-se o Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil, o Plano Municipal de Ação Climática, a constituição da Subcomissão Permanente de Incêndios Rurais, a promoção de reuniões regulares de coorde­nação e planeamento no âmbito da Proteção Civil, a comemoração anual do Dia Mundial da Proteção Civil e a participação no exercício nacional «A Terra Treme»“, sublinham, em comunicado.

Do trabalho desenvolvido pelo Serviço Municipal de Proteção Civil faz parte a elaboração de planos de prevenção e segurança para eventos da responsabilidade do município, o apoio na elaboração dos planos de evacuação em situação de emergência e diversas situações de apoio ao corpo de bombeiros do concelho. Destaque ainda para a criação de unidades locais de proteção civil ao nível das freguesias, onde são sediados núcleos de voluntários para apoio a ações de proteção civil, bem como a implementação do Programa Aldeia Segura-Pessoas Seguras, na Aldeia de Mós, na União de Freguesias de Aboim, Felgueiras, Gontim e Pedraído e na Aldeia de Bastelo, na União de Freguesia de Moreira de Rei e Várzea Cova.

Em comunicado, o município diz pretender, através do Serviço Municipal de Proteção Civil, “dar continuidade ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nesta área, bem como reforçar a implementação de diferentes e variadas iniciativas e projetos que visam promover a proteção de pessoas e bens e desta forma contribuir para a resiliência das comunidades locais”.

- Anúncio -spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Jornal em PDF

Redes Sociais

10,000FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
55SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Artigos Recentes